quinta-feira, 31 de julho de 2014

Sala da cidadania: 45 mil atualizações cadastrais e mais de 13,5 mil renegociações de dívidas em cem dias


Com apenas cem dias de funcionamento, a Sala da Cidadania do Incra já atendeu a mais de 50 mil pessoas que buscam os serviços do Incra em todo o Brasil. De março de 2014 até julho, somente na internet, o portal de serviços http://saladacidadania.org.br já obteve 21.787 acessos de diferentes computadores para emitir documentos, validar certidões e renegociar dívidas e chega em agosto com aplicativo para celulares, com o objetivo de ampliar a atualização cadastral.

Além da internet já foram inaugurados 28 postos de atendimentos presenciais, um em cada uma das unidades da federação por meio de parceria entre Incra, municípios, sindicatos de trabalhadores rurais, empresas prestadoras de assistência técnica e extensão rural (ater) e sociedade civil. 

A Sala da Cidadania é uma estratégia de atendimento para assentados da reforma agrária e proprietários rurais. Nos pontos presenciais e pelo portal online é possível emitir documentos como a Declaração de Aptidão ao Pronaf, a certidão de beneficiário da reforma agrária, espelho de beneficiário, entre outros.

Já para o proprietário rural que acessar o portal de serviços do Incra é possível emitir o Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCIR), a certificação de imóveis rurais por meio do Sistema de Gestão Fundiária (Sigef). Declaração de comprovante de propriedade rural e o imposto territorial rural, para os proprietários rurais brasileiros.

Renegociação

Outro importante serviço que a Sala da Cidadania está prestando aos assentados é a renegociação de dividas. Conforme a lei 13.001 (antiga Medida Provisória 636), os assentados  com dívidas junto ao Pronaf  nas modalidades A e A/C poderão aderir à renegociação até dezembro de 2014. 

Até o fim do ano, quem se declarar interessado em renegociar as dívidas terá até julho de 2015 para quitá-las. As condições permitem que os assentados parcelem o saldo devedor com até 50 % de desconto para famílias assentadas nas regiões Norte e Nordeste ou 40 % para as demais regiões.

Os assentados com até R$10 mil em dívidas do Pronaf A e A/C que quiserem liquidar o valor podem ter até 80% de desconto se aderirem à renegociação. O procedimento é automático e feito diretamente no portal para os assentados que acessaram o crédito com o Banco do Brasil. Os demais agentes financeiros (Banco do Nordeste, Banco da Amazônia, entre outros) poderão fazer a renegociação em qualquer agencia desses bancos.

Aplicativo

Para aprimorar o acesso às Salas da Cidadanias presencias e virtuais o Incra desenvolveu o aplicativo “Sala da Cidadania” disponível  no portal de aplicativos para smartphones ou tablets com sistema operacional Android e disponível para download  aqui.

A medida permitirá que técnicos do Incra, equipes de assistência técnica e extensão rural e funcionários de entidades cadastradas possam ir até aos assentamentos e propriedades rurais fazer o cadastro e realizar o credenciamento mesmo que sem acesso a internet. Com isso será possível cadastrar assentados e proprietários rurais em suas localidades, muitas vezes sem acesso à internet, e assim aumentar o número acesso aos serviços da Sala.


Expofruit 2014


Mais de 80% dos estandes da EXPOFRUIT 2014 - Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada já foram vendidos. Os estandes serão utilizados para a exposição de produtos, insumos e serviços.
A feira que será realizada de 24 a 26 de setembro, no Expocenter/UFERSA, em Mossoró, acontece num espaço de distribuídos em 15 mil m2. Cada stand, com 12 m2, está sendo vendido por R$ 2,5 mil.
A Expofruit 2014 terá como tema “Venha conhecer o precioso sabor da nossa região”, a expectativa de movimentar R$ 20 milhões e de receber um público de 30 mil pessoas nos três dias da feira. A 17ª da feira apresenta algumas novidades, dentre elas a homenagem a um mercado importador a cada edição, que este ano será os Estados Unidos, mercado em crescimento e considerado essencial para os fruticultores locais.
A programação já está sendo fechada e já conta com as seguintes atrações: Encontro da Equipe Técnica do Projeto Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (Projeto PAIS), Encontro do Comitê Gestor de Cajucultura, Fórum Internacional da Fruticultura, Encontro da Agricultura Familiar, Apresentação de Trabalhos Científicos (Resumos), Clínicas Tecnológicas (unidades demonstrativas), Rodada de negócios Nacional e Internacional, Central de Negócios, Degustação de Frutas, Caravanas de produtores, Agro Sabor, Unidade Móvel da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA.
A Expofruit 2014 é realizada por meio de uma parceria entre o Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX), o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte (Sebrae/RN) e a Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA). 

29 de agosto é o prazo final para o pagamento mínimo



Os beneficiários do Crédito Fundiário, Banco da Terra e Cédula da Terra, que aderiram à renegociação das dívidas, têm até o dia 29 de agosto de 2014 para efetuar o pagamento mínimo de 5% (do valor da última parcela vencida) e entregar a documentação necessária ao agente financeiro.

Segundo dados apresentados pelos agentes financeiros, mais de 50% das famílias que fizeram a adesão já estão concluindo a formalização das propostas. Uma vez finalizada a renegociação, eles voltarão à situação de adimplência e poderão acessar outros financiamentos e políticas públicas disponíveis para a agricultura familiar. Portanto, se você precisa renegociar sua dívida do Crédito Fundiário, Banco da Terra e Cédula da Terra, não perca tempo!

“Esse processo de renegociação é fruto das reivindicações da CONTAG, das Federações e Sindicatos, a partir do Grito da Terra Brasil e de outras mobilizações. Por isso, não perca essa oportunidade, é um direito seu. O prazo está acabando!”, alerta Zenildo Pereira Xavier, secretário de Política Agrária da CONTAG.

Essa renegociação beneficia milhares de agricultores e agricultoras familiares que adquiriram terra com recurso do Fundo de Terras da Reforma Agrária e tinham uma ou mais parcelas de financiamento vencidas. Quem ainda não regularizou a sua situação procure o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do seu município, a Federação, o agente financeiro, o seu técnico de referência ou a Unidade Técnica do Crédito Fundiário de seu estado. A CONTAG também está a disposição para oferecer mais esclarecimentos. Um dos riscos que você corre de não renegociar a sua dívida é perder a sua terra. Portanto, não deixe para a última hora!
FONTE: Imprensa CONTAG com informações da SRA/MDA
O sorgo ganha importância na alimentação animal
O valor nutricional do sorgo equivale a 95% ao do milho, ou seja, é uma cultura muito mais resistente à seca e quase tão nutritiva quanto ao milho. A Embrapa lançou cultivares de sorgo forrageiro e granífero com melhor produtividade no Semi-Árido brasileiro. Dessa forma, a cultura do sorgo torna-se uma boa opção para os produtores dessa região.
Para os técnicos da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas - MG) o sorgo pode ser usado como fonte de carboidrato na alimentação humana e animal. É possível também,  aumentar a produtividade dessa cultura, mesmo em lugares com pouca oferta de água.
O sorgo granífero tem porte baixo e o seu principal produto é o grão. Ele pode ser utilizado na alimentação humana e na fabricação de ração. Já o sorgo forrageiro tem porte mais alto, poucas sementes e elevada produção de forragem. É utilizado na produção de silagem, sendo uma boa opção para rebanhos produtores de leite, e no pastejo de animais. Para uma boa produção, é importante que os agricultores procurem sementes certificadas e de boa qualidade.
da redação do Nordeste Rural

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Inscrições para a 43ª Expoinel estão abertas


A inscrição para a 43ª Expoinel, organizada pela Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), começou no dia 28 de julho, e vai até o dia 19 de setembro. A participação é obrigatória para criadores e expositores que disputam o Ranking Nacional. O evento será no Parque Fernando Costa, em Uberaba (MG).

A entrada dos animais no local da Expoinel será entre os dias 15 e 19 de setembro, com a distribuição dos animais para seus respectivos pavilhões. A expectativa neste ano é que aproximadamente mil animais participem da exposição. O evento conta com o apoio da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ).
O valor das argolas é o mesmo de 2013: inscritos até 31 de agosto, os sócios da ACNB pagarão R$ 250,00 por animal; para os não sócios ou inadimplentes, o valor será R$ 300,00. Após 31 de agosto, sócios pagam R$ 300,00 e os demais R$ 350,00 por animal. Para as inscrições feitas até o dia 15 de agosto, o pagamento pode ser feito em duas parcelas.
A data base da exposição, quando serão realizados a pesagem e o diagnóstico de gestação das fêmeas, será no dia 19 de setembro. O julgamento ocorre entre os dias 21 e 28 de setembro para Nelore e de 26 a 28 de setembro pra o Nelore Mocho. A avaliação será conduzida pelos jurados do colegiado da ABCZ e ACNB.
A 43ª Expoinel terá com 12 leilões oficiais, sendo eles: Leilão Taj Mahal, 11º Leilão Alianças e Convidados, Leilão Elite Nelore Colorado - edição Expoinel 2014, Leilão Perboni e Convidados, Leilão Virtual Nova Geração Sabiá, Leilão Lírio do Vale & Convidados, Leilão Pérolas do Nelore, Leilão Liquidação Elite Pinguim, Leilão Terras do Nelore 2014, Leilão Joias da Raça, 5º Leilão Prenhezes EAO & Guadalupe e Leilão Matrizes Brumado. (ACNB)

ASA POTIGUAR DEBATE ESTRATEGICAS PARA ATENDER AS FAMILIAS RURAIS COM MELHOR QUALIDADE

Esta acontecendo neste momento, na sede do STTR de ANGICOS, a reunião da ASA POTIGUAR, com suas entidades ligadas, ao programa P1MC E P1+2, para fazer um DIAGNOSTICO sobre as construçãos da cisternas e barreiros desta etapa, e o como esta o andamento e o que pode melhorar para não prejudicar as familias rurais.
Estão reunidos os representantes das entidades SEAPAC - na pessoa de PROCOPIO, CEAAD - na pessoa de RICARDO FREIRE, FETARN - na pessoa de ALMIR MEDEIROS, e entre outras. 
COORDENADOR DA ASA POTIGUAR 
PAULO SEGUNDO

ENTIDADES REUNIDAS FAZENDO UM DIAGNOSTICO
JUNTO A EQUIPE DA ASA POTIGUAR

MICLORREGIÃO DO SERTÃO CENTRAL PUBLICA NOTA DE REPUDIO A SETHAS

NOTA DE REPÚDIO DA MICRORREGIÃO DO SERTÃO CENTRAL DO RN QUANTO AO RESULTADO DA SETHAS
Diante do atual cenário que paira sobre a licitude do Governo do Rio Grande do Norte, nós que fazemos a microrregião da ASA do Sertão Central do RN viemos de público manifestar e atestar o nosso repúdio ao resultado do Edital 001/2014- SETHAS/RN, publicado em 31 de maio de 2014, que tem como objetivo implantar as seguintes tecnologias: cisternas com capacidade de armazenar 16000 litros de água - consumo humano e cisterna calçadão com capacidade para armazenar 52000 litros de água voltada para produção agropecuária.
O resultado divulgado pela Comissão de Licitação da SETHAS nos deixa preocupados, para não dizer decepcionados, pois demonstra claramente uma tendência de favorecimento em nome de instituições oriundas de outros Estados, sem nenhuma atuação comprovada (tecnologias de acesso à água) no Estado do RIO GRANDE DO NORTE e em especial na microrregião do Sertão Central do RN, ou seja, não adotam os critérios do Programa de Formação e Mobilização das Famílias para Construção de Cisternas Rurais e o respectivo controle social nos municípios da microrregião.
Essa forma de ação visa, tão somente, beneficiar interesses de grupos externos, como é o caso do Instituto Monã e da ONG Nordeste Digital que foram contemplados em edital, no mínimo, confuso em detrimento das nossas instituições que contemplaram o referido edital tanto no número de tecnologias executadas como no período que atuaram nas suas respectivas microrregiões. Esse processo de licitação (construtora) poderá propiciar a construção direta das implementações sem considerar as políticas públicas existentes nos municípios, diferente da maneira como é realizada pelas entidades que compõem o coletivo da ASA Potiguar – onde as cisternas são um instrumento de participação e controle social. Por estas e outras razões, nós, STTRs, Agricultores e Agricultoras, Comissões Municipais da Microrregião do Sertão Central - RN reafirmamos nossa posição

contrária e repudiamos qualquer movimento ou ação que resulte na atuação do Instituto Monã e da ONG Nordeste Digital, através do resultado do Edital 001/2014- SETHAS/RN, pois não reconhecemos suas atuações em nossos municípios.

terça-feira, 29 de julho de 2014

O Leite: Uma Atividade Crescente na Região Central




O consumo humano do leite de origem animal começou a crescer rapidamente após o surgimento da agricultura e com este a domesticação do gado durante o chamado "ótimo climático". Este processo se deu em especial no Oriente Médio, impulsionando a Revolução Neolítica.9 O primeiro animal domesticado foi a vaca, e em seguida a cabra, aproximadamente na mesma época; finalmente a ovelha, entre 9000 e 8000 a.C..

Como se vê, o consumo do leite remota de muitos anos atrás e continua sendo em nossos dias o principal alimento na mesa dos humanos.
Antigamente aqui em nosso estado, quando se comprava queijo, o vendedor dizia em alto e bom som: olha o queijo de Caicó, ou então, olha o queijo de Riachuelo. Essa prática mudou e como mudou. Hoje o município de Angicos possui uma produção de queijos de alto teor, superior a Riachuelo e se aproximando de Caicó, que ainda é o principal polo queijeiro do estado. A que se deve a este incremento da produção de leite em Angicos: primeiramente a criação do programa do leite, um dos programas de sustentação alimentar de maior alcance social e a chegada da APASA, criada por abnegados produtores rurais da região, a qual podemos destacar, José Ideltrudes, um dos principais fundadores e seu primeiro presidente; Chico Torres, os Cassimiros, os Alves, os Pinheiros/Gonçalves, os Pereiras e uma série de produtores de municípios vizinhos,  como Afonso Bezerra, Pedro Avelino, Santana do Matos, Fernando Pedroza que acreditaram no projeto pioneiro na Região Central do Estado. A aquisição de matrizes e reprodutores bovinos, considerados leiteiros,aumentou significamente a produção leiteira na região. A APASA chegou a seu ápice, com a presença do seu atual presidente, Marcone Angicano,que sem dúvida, alavancou o projeto, incrementando a produção do precioso líquido, com uma administração voltada para o pequeno produtor rural e a modernização da industrialização da Empresa.
Hoje o município de Angicos é responsável pela produção de 12 mil litros de leite entregues diariamente na APASA, sem contarmos com as vendas nas diversa queijeiras do município e vizinhanças, como também a venda de leite inatura, uma prática muito usada em nossos dias. O leite caprino, que outrora não se cogitava para comercialização, engrossa a atividade, sendo Angicos, hoje, um dos grandes produtores do estado. Par se ter uma ideia, o município de Fernando Pedroza, não produzia leite nem para o consumo de sua população. Hoje temos a satisfação de dizer que produzimos  e entregamos a APASA, 2 mil litros de leite diários e aproximadamente 1 mil litros são vendidos diariamente inatura e ainda tem produtor que vende para queijeiras vizinhas. Para um município que não tinha vocação para a pecuária leiteira e sim para a pecuária de corte, significa muito para a sua economia. Sem dúvida, hoje, a principal atividade econômica de Fernando Pedroza e Angicos, é a produção de leite. Precisa urgentemente as áreas sociais desses dois municípios vizinhos, elaborar uma pesquisa de campo bem aprofundada, para se ter uma ideia da população envolvida na atividade leiteira e se faça um estudo documentado, bem elaborado a fim de que organismo governamentais como o Ministério da Agricultura, SEBRAE, órgãos de Assistências Sociais e de Extensão Rural, acreditem no nosso potencial e possam a oferecer programas que venham a beneficiar o nosso produtor rural. Assim espero. Assim desejo.
Anilton Souza-Professor e Pequeno Produtor Rural.

ISSO NÃO PODE ACONTECER NUM PAÍS QUE AINDA TEM MISÉRIA

Por dia, 13 toneladas de alimentos vão para o lixo na Ceasa RN
A chuva fina que insiste em cair do céu de Natal não atrapalha o desempregado Cosme Régis, 49 anos. Com a metade do corpo dentro de uma lixeira, ele resgata do fundo do recipiente as uvas que foram desprezadas por outra pessoa. Sem examinar as frutas, coloca-as dentro de um saco vermelho que, posteriormente, é arremessado em cima de um caixote. No quadrado de madeira, as uvas repousam sobre legumes, verduras e outras frutas também oriundas do lixo.

A cena descrita acima foi registrada pela reportagem na manhã da última quinta-feira, dia 24, mas ocorre todos os dias na Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa-RN). Cosme Régis é apenas um dos catadores que vão ao local atrás dos alimentos que são desperdiçados corriqueiramente. A Ceasa-RN é palco de um fenômeno que acontece em todo o mundo.

A direção da Ceasa/RN diz que 90% do lixo produzido no local, diariamente, é material orgânico
De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), anualmente, é desperdiçado 1,3 bilhão de tonelada de alimentos em todo planeta. O montante corresponde a 30% de tudo o que é produzido no mundo e causam perdas econômicas, como também tem impacto significativo nos recursos naturais dos quais a humanidade depende para se alimentar. Ainda de acordo com a pesquisa da Embrapa, aproximadamente 10% do alimento jogado fora se perde ainda no campo. O maior desperdício, 50%, ocorre no transporte e manuseio.

No Brasil, segundo estimativas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), aproximadamente 26,3 milhões de toneladas de alimentos têm o lixo como destino final. No Rio Grande do Norte, não há dados estimados que apontem o tamanho do nosso desperdício. No entanto, alguns números revelam a complexidade do problemas.

Apenas na Ceasa-RN, por dia, a produção de lixo atinge a marca de 13 toneladas. De acordo com a direção do órgão, aproximadamente 90% desse volume é constituído de material orgânico, ou seja, alimento. “Além desse quantitativo, ainda temos aproximadamente cinco toneladas que são coletadas e transformadas em alimento para animais”, explica o diretor presidente do órgão, José Adécio Filho.

Os cochos para porcos também é local de destino para os alimentos que são desperdiçados em um restaurante popular localizado no bairro do Alecrim. Lá, diariamente, são vendidas 1.200 refeições. Mas boa parte da comida acaba sendo jogada aos porcos. “A quantidade que é desprezada varia a cada dia. Depende muito do cardápio. Quando é uma comida que não agrada, as pessoas deixam muito no prato. No fim do expediente, um senhor passa aqui e recolhe o que não foi consumido”, explica a nutricionista Daniela Matias
.
http://tribunadonorte.com.br/


Governadora determina medidas para atender reivindicação de agricultores


ASSECOM/RN
Anúncio foi feito durante reunião com Fetarn, na Governadoria
Governadora Rosalba Ciarlini recebeu na tarde desta segunda-feira (28) membros  Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do RN (Fetarn) para uma audiência  com o secretário da SAPE, Tarcísio Bezerra Dantas. 
Na ocasião, a Chefe do Executivo Estadual determinou medidas para cumprimento dos compromissos acordados nas áreas de recursos hídricos, como relação dos locais de instalação de 1.500 poços e a relação das comunidades que receberão os 120 dessalinizadores, entre outros benefícios. Os demais pontos discutidos foram a convivência das famílias com o semiárido, manejo sustentável da agropecuária familiar, estratégias para implementação do Cadastramento Ambiental Rural (CAR) e a possibilidade de inclusão de novos projetos em editais do RN Sustentável. 
Entre os assuntos tratados na audiência também foram abordadas as indenizações de Barra de Santana, debatida na sexta-feira (25) pelo secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luciano Xavier, com o Movimento dos Atingidos e Atingidas pela Construção da Barragem de Oiticica. 
Entre as propostas foram detalhados os prazos e valores de indenização a serem pagos aos proprietários dos imóveis rurais; prazos para a execução da Nova Barra de Santana; compromisso do Governo em construir Agrovilas nos três municípios para continuar garantindo aos agricultores, a sua subsistência; compromisso do Governo em atender inquilinos que moram em casas cedidas ou alugadas, com a construção de uma residência própria, através de um Programa Habitacional do Governo Federal e a garantia que o fechamento da calha do rio só acontecerá depois que todos os moradores forem indenizados e a nova Barra de Santana esteja concluída e a população já assentada.
Especialistas recomendam o controle biológico para combater as pragas que atacam o milho
"Para cada tipo de lagarta, existe um inimigo natural. No caso da lagarta-do-cartucho  como para a Helicoverpa armigera, a grande saída para o produtor é uma vespa de apenas 0,5 mm,  o Trichogramma , que uma vez liberada na área, consegue sentir o cheiro do ovo da praga e coloca nele seu próprio ovo, evitando assim, o nascimento da lagarta", é o que garante o pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo, Ivan Cruz. Ele ressalta que o método é muito eficiente e não causa nenhum risco ao meio-ambiente. "É chamada de tecnologia limpa", destaca ele.
da redação do Nordeste Rural
As pastagens podem render mais se forem divididas
Na pecuária leiteira, a produção de forragem é responsável, em média, por 60 a 70% do custo de produção. Uma das opções mais baratas, portanto, é a produção de leite a pasto. Nesse contexto, o manejo adequado da pastagem constitui uma das opções mais econômicas e deve preceder a adubação, a irrigação ou outras tecnologias que podem ser adotadas de acordo com cada propriedade. Além disso, para um melhor aproveitamento do pasto, a técnica da subdivisão da pastagem se mostra um complemento interessante.
A subdivisão da pastagem deve ser utilizada independente do sistema de pastejo adotado, seja contínuo ou rotativo, e favorece a utilização mais racional do pasto. Para os produtores que buscam maior eficiência no aproveitamento de forragem para o seu rebanho leiteiro, é necessário, primeiramente, adequar o número de cabeças ou da unidade animal (450 kg de peso vivo) em relação à área e a pastagem produzida.
 De acordo com a Embrapa Rondônia, o manejo adequado da pastagem necessita de subdivisão adequada. Para pequenas áreas, o pastejo rotativo intensivo ou semi-intensivo permite melhor aproveitamento do pasto, enquanto em áreas maiores, possui a limitação de custo da cerca, quando se utiliza muitos piquetes, caso em que normalmente são adotados os sistemas de pastejo contínuo ou rotativo.
De acordo com a zootecnista da Embrapa Rondônia, Elisa Köhler Osmari, a utilização de cerca elétrica também barateia os custos. “É importante lembrar sempre de proporcionar um corredor adequadamente drenado, com 5 a 8 metros de largura, dependendo da drenagem e quantidade de animais. A presença de sombreamento por árvores ou sombrite também deve ser feita na hora de subdividir os piquetes. O fornecimento de água e sal pode ser suprido em uma praça de alimentação a que os animais tenham acesso diariamente”, reforça Elisa.
Existem tabelas disponíveis com intervalos de descanso e de ocupação de acordo com cada gramínea, além de alturas adequadas de entrada e saída. As alturas ou massa de forragem em quilogramas são os melhores critérios para definir o tempo de permanência dos animais em todos os sistemas de pastejo. A principal vantagem da subdivisão da pastagem é permitir o diferimento adequado, além de maior eficiência de colheita da forragem.
Esse manejo facilita também o controle de ervas daninhas, controle de carrapatos, evita o superpastejo – ocasião em que o pasto fica exaurido e não consegue mais rebrotar com o mesmo vigor; e o subpastejo – ocasião em que a pastagem fica lignificada, isto é, com muitos colmos e folhas secas, perdendo valor nutritivo. A subdivisão de pastagem adequada permite ainda a economia na suplementação, especialmente durante o período seco, por permitir melhores condições da pastagem, que constitui o alimento mais barato na produção de leite. Por fim, outra vantagem indireta é evitar coberturas indesejáveis ou brigas entre animais de diferentes categorias, devido a separação dos mesmos.
da redação do Nordeste Rural

Festa do Boi

Rosalba se reuniu com Anorc para discutir Festa do Boi

rosalba anorc
A governadora Rosalba Ciarlini se reuniu na tarde desta segunda-feira (28), com os membros da nova diretoria da Associação Norte-rio-grandense de Criadores (Anorc). Durante o encontro, representantes da associação pediram a colaboração do governo para a realização do evento e a governadora se comprometeu em dar o apoio necessário para a Festa, que é o maior evento agropecuário do RN.
“O governo do estado, assim como tem feito todos os anos, vai colaborar com o que for preciso para que esse evento seja mais um grande marco para o setor agropecuário potiguar”, garantiu Rosalba. A Festa do Boi acontece de 11 a 20 de outubro. Em maio deste ano, o estado foi certificado como “área livre de aftosa com vacinação” pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE). De acordo com o secretário estadual de Agricultura, Tarcísio Bezerra, essa novidade vai permitir que o RN se apresente agora no patamar mais alto da pecuária.

Chuvas que caem no litoral não chegam ao interior do RN

nuvem chuvaTribuna do Norte – Como as chuvas de junho e julho concentraram-se mais na área litorânea, a coordenadora estadual de Gestão de Recursos Hídricos, Joana D’Arc Freire de Medeiros, admite que o problema de oferta de água no interior continua e pode se agravar depois que passar o chamado período invernoso, a partir de agosto: “No interior, até fica nublado, às vezes, mas não ocorrem precipitações pluviométricas”.
Por ter chovido pouco no interior, a situação é preocupante na maioria dos 48 reservatórios monitorados pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), como são os casos dos açudes Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari, que está com 7,74% de sua capacidade de armazenamento, e da barragem de Passagem das Traíras, em São José do Seridó, com 5,71%.
Os dois reservatórios podem armazenar, respectivamente, cerca de 44,4 milhões e 49,7 milhões de metros cúbicos de água, mas só estão com R$ 3,4 milhões/m³ (Gargalheiras) e 2,83 milhões/m³ (Passagem das Traìiras). Joana D’Arc Medeiros disse que desde o começo da seca, em 2012, a orientação da Semarh é de destinar o abastecimento de água somente para o consumo humano, principalmente na região semiárida.
No entanto, segundo ela, os grandes reservatórios de água, como a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no Vale do Açu, que está com 41,91% de sua capacidade ou 1 bilhão/m³, ainda podem ser usados para a geração de riquezas, assim como a Barragem de Santa Cruz, em Apodi, que tem 46,92% de sua capacidade e Umari, em Upanema, com 46,88%: “Esses reservatórios ainda permitem a atividade produtiva”.
As barragens do RN
Armando Ribeiro (Assu) – 1,0 bilhão m/³ (41,91%)
Santa Cruz (Apodi) – 281,8 milhões m/³ (46,92%)
Umari (Upanema) – 137,27 milhões m³ (46,88%)
Gargalheiras (Acari) – 3,43 milhões m/³ (7,74%)
Passagem das Trairas (São José do Seridó) – 2,83 milhões/m³ (5,71%)

segunda-feira, 28 de julho de 2014

KLEVERLAN FELIX – PRESIDENTE E SUA DIRETORIA SÃO ELEITOS PARA MAIS UM MANDATO A FRENTE DO STTR DE FERNANDO PEDROZA

Neste Domingo foi eleito para mais um mandato, a nova diretoria do STTR de FERNANDO PEDROZA, e contou com a participação de varias lideranças, da região central, como os STTRs de ANGICOS E LAJES e representantes da FETARN, dentre eles:  FRANCISCO DE ASSIS – SECRETARIO DE FORMAÇÃO, ALMIR MEDEIROS – 1º TESOUREIRO e que também é secretario geral do STTR de angicos, e o Advogado da FETARN – MARCOS GEORGE.
Estiveram presentes na eleição os vereadores do município: KARLOS MAGNO, MAGNOS PAULO, EDSON, o secretario de Agricultura e o grande líder do município - ANILTON SOUZA, para dar um apoio e onde falaram da grande parceria que tem junta a esta entidade e a sua importância para o município de FERNANDO PEDROZA.
A FETARN em nome de Francisco de Assis – Secretario de Formação conduziu os trabalhos, e orientou a todos o procedimento da eleição juntamente com sua assessoria jurídica MARCOS GEORGE.
A Eleição foi bastante tranqüila, a chapa foi encabeçada pelo PRESIDENTE – KLEVERLAN FELIX DA ROCHA, atingindo logo cedo o quorum, sendo que a nova diretoria foi eleita com mais de 80% dos votos validos, e nenhum em branco, onde esta diretoria foi eleita para um mandato de quatro anos, de 2014 a 2018.

Ao final a FETARN, declarou eleita a nova diretoria e várias lideranças falaram da grande satisfação que tem este sindicato no município.
MESARIOS DA ELEIÇÃO
ALMIR MEDEIROS -SECRETARIO DO STTR DE ANGICOS
JOAQUIM - TESOUREIRO DO STTR DE LAJES
JOSINEIDE FABIA - PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DE FERNDO PEDROZA

KLEVERLAN FELIX - ELEITO PARA UM NOVO MANDATO

LIDERES DE FERNANDO PEDROZA
KARLOS MAGNO(PRETINHO) E ANILTON SOUZA

LIDERANÇAS DO STTR DE LAJES
PRESIDENTA - MARIA NUNES
TESOUREIRO - JOAQUIM
ASSESSOR - DIOMAR

LIDERANÇAS PRESENTES NA ELEIÇÃO
ALMIR MEDEIROS
ANILTON SOUZA
JOSE FAGUNDES
AURICELIO

TURMA PRESENTE NO EVENTO JUNTO COM O PRESIDENTE
DA CAMARA DE FERNANDO PEDROZA - MAGNOS PAULO

SECRETARIO DE FORMAÇÃO DA FETARN - FRANCISCO DE ASSIS.
SECRETARIO DO STTR DE ANGICOS E 
1º TESOUREIRO DA FETARN - ALMIR MEDEIROS.
TESOUREIRO DO STTR DE LAJES - JOAQUIM.
JOSINEIDE FABIA - PRESIDENTE DE ASSOCIAÇÃO RURAL.

JOVENS DA NOVA DIRETORIA DA FETARN
 FRANCISCO DE ASSIS
E ALMIR MEDEIROS
 APURAÇÃO DOS VOTOS
EQUIPE DE APURAÇÃO DOS VOTOS 

FRANCISCO DE ASSIS - FALA DA IMPORTANCIA DA FETARN
JUNTO AO STTR DE FERNANDO PEDROZA E SUA LUTA SINDICAL

VEREADOR - EDSON
FALA DA GRANDE IMPORTANCIA DESTE SINDICATO PARA O MUNICIPIO
E PARABENIZA DIRETORIA ELEITA

JOÃO COSME - PRESIDENTE DA JUNTA GOVERNATIVA QUE
ESTÁ A FRENTE NOS TRABALHOS DO STTR, 
FALOU DA GRANDE IMPORTANCIA E AGRADECIMENTO QUE ELE 
TEM JUNTO A ESTA ENTIDADE

VEREADOR - KARLOS MAGNOS (PRETINHO)
FALA DA GRANDE PARCERIA QUE TEM JUNTO A ESTA ENTIDADE, 
QUE É REFERENCIA NO MUNICIPIO E PARABENIZA A TODOS DA DIRETORIA
POR ESTA GRANDE ELEIÇÃO.

ALMIR MEDEIROS - FALA EM NOME DA DIRETORIA DO STTR DE ANGICOS E TAMBEM DO POLO CENTRAL
DA GRANDE PARTICIPAÇAO, PARCERIA E APOIO DESDE DA FUNDAÇÃO
DESTE SINDICATO NO MUNICIPIO, ONDE O PRESIDENTE DO STTR DE  ANGICOS - 
IVANALDO ROGERIO, PARTICIPOU DA FUNDAÇÃO. 

ASSESSOR DA FETARN - MARCOS GEORGE
EXPLICA A PARTE JURIDICA QUE O STTR TEM QUE ATUAR 
A FRENTE EM DEFESA DOS TRABALHADORES(AS) RURAIS

SECRETARIO DE AGRICULTURA - PARABENIZA A DIRETORIA ELEITA
E FALA DA PARCERIA QUE TEM COM ESTA ENTIDADE

JOVENS DE FERNANDO PEDROZA PARTICIPANDO DA ELEIÇÃO
JUNTO COM A RECEM ELEITA SECRETARIA GERAL DO 
STTR DE FERNANDO PEDROZA - FRANCISCA LUCIANA
JUNTA GOVERNATIVA DO STTR DE FERNANDO PEDROZA
PRESIDENTE - JOÃO COSME
SECRETARIA - CAMILA
TESOUREIRA - VITORIA

REPRESENTANTES DOS TRES SINDICATOS DA REGIÃO CENTRAL
EM PROL DA LOGOMARCA DO MOVIMENTO SINDICAL
"NÃO FIQUE SÓ FIQUE SOCIO(A)".
KLEVERLAN FELIX - STTR DE FERNANDO PEDROZA
ALMIR MEDEIROS - STTR DE ANGICOS
MARIA NUNES - STTR DE LAJES

TURMA EM PROL DE UMA AGRICULTURA 
FAMILIAR DE MELHOR QUALIDADE

Assú: Conab inicia venda de milho

Depois de um atraso na distribuição do produto por conta de um óbice burocrático, finalmente esta semana o núcleo regional da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Assú, começou a comercialização do milho subsidiado do Governo Federal, dirigido à ração animal, objetivando atender cerca de quatro mil produtores de toda a sua área de abrangência.

Quem deu a notícia foi o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Assú, Francisco de Assis da Silva, “Diassis do Limoeiro”, afirmando esperar que o Governo mantenha a ação emergencial em benefício dos criadores do semiárido nordestino.

O órgão dispõe de um estoque de 1.500 toneladas de milho e, com o objetivo de permitir que uma maior quantidade de beneficiários cadastrados seja contemplada, reduziu a cota individual par um terço do que era vendido aos criadores.
fonte do blog de angicos noticiais

Nova tecnologia usa soro de leite para engorda de cordeiros
O soro do leite de vaca é uma alternativa eficaz, e mais barata, para alimentação dos rebanhos de ovinos no Ceará. É o que comprova o trabalho que pesquisadores da Embrapa Caprinos e Ovinos têm feito na região de Morada Nova, distante 167 km de Fortaleza, CE.
De acordo com a pesquisadora Luciana Shiotsuki, o soro é um subproduto rico em proteína, muitas vezes descartado pela indústria leiteira, mas a sua utilização na dieta dos cordeiros pode reduzir os custos de produção. "Esta proteína é fornecida para equinos, suínos e bovinos de leite, mas poucos a utilizam para alimentação de ovinos", explica.
A inclusão de soro na dieta dos cordeiros participantes do 7º Teste de Desempenho de Ovinos Morada Nova, proposta pelo pesquisador Marcos Cláudio Pinheiro, tem demonstrado excelentes resultados que serão apresentados no encerramento do evento, entre os dias 28 a 30 de janeiro. Na ocasião, os pesquisadores vão comparar os benefícios de se utilizar uma dieta à base de ração de milho, sorgo, ureia e feno de capim tifton - considerada cara para a região Nordeste - e os ganhos obtidos com a utilização do soro do leite de vaca.
Cresce em várias regiões do país a opção do agricultor pelo plantio do algodão
O plantio de algodão herbáceo no Brasil vem crescendo sistematicamente. Atualmente é o  Mato Grosso, o maior produtor do País. Os produtores do estado respondem por mais de 50% da produção brasileira, a área plantada este ano, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), é de 540 mil hectares. Mas é num estado do nordeste onde se encontra a segunda maior produção nacional de algodão. O estado da Bahia tem hoje cerca de 325 mil hectares de área plantada com algodão.

Outros estados onde vem crescendo o interesse dos agricultores pelo plantio de algodão são os estados de Goiás e Mato Grosso do Sul. Os dados foram levantados pela Conab, e confirmam que em Goiás este ano serão plantados nada menos do que 55,3 mil hectares. O Mato Grosso do Sul também se destacou em 2014 no que diz respeito à área plantada - foram 42,7 mil hectares. No nordeste, o Piauí ainda caminha lentamente na produção de algodão, e este ano plantou pouco mais de 11 mil hectares.
da redação do Nordeste Rural

domingo, 27 de julho de 2014

Eleições no Sindicato do Trabalhadores Rurais de F. Pedroza

Está acontecendo hoje, desde as 8.00 horas e vai até as 17.00, as eleições gerais para renovação da Diretoria e Conselhos do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Fernando Pedroza. A chapa única está encabeçada pelo atual presidente, Kleverlam Felix da Rocha, que vai para o seu terceiro mandato a frente daquele órgão.
Composição da Nova Diretoria:
Até aproximadamente 10 horas da manhã, já tinha comparecido ao sindicato para votarem, cerca de 50% dos trabalhadores rurais de Fernando Pedroza.
Amanhã postaremos o número exato de votantes do pleito em análise.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Um Adeus de um Grande Nordestino

Ariano Suassuna

O TRANSPORTE SEM FREIO DOS MEUS ANOS!!!
No mais tenro verdor da mocidade
Minha pele era bela e acetinada
Vejo agora que está encarquilhada
Sem resquícios de jovialidade
Dos bons tempos, restou-me ansiedade
Insistindo, e querendo causar danos
Vez por outra interfere nos meus planos
Desmanchando meu sonho de quimera
Bota mais combustível e acelera
O transporte sem freio dos meus anos.

E pra trás deixa um rastro de lembranças
Sempre em forma de sonhos e delírios
Hoje agruras, tormentos e martírios
Ultrapassam as minhas esperanças
Dando um fim para a era das bonanças
Começando o furor da tempestade
Destruindo sem maviosidade
As pilastras da minha calmaria
Arrastando meu ser a cada dia
Para o mundo abstrato da saudade.

Mas em meio a tanta turbulência
Não carrego rancor no coração
Pois sou grato a Deus pela razão
E o motivo da minha existência
E Lhe peço que a paz e a paciência
Sempre esteja na senda a ser seguida
Se na trilha por mim já percorrida
Deixei limpo o trajeto, e o nome honrado
Ora digo Senhor muito obrigado
Pela graça de ter me dado a vida!

Carlos Aires

Raça Toggenburg

Imagem da Raça A Toggenburg também é uma raça especializada na produção de leite e originária da Suíça. Sua cabeça é média, cônica e alongada, com fronte larga, notadamente nos machos. A pelagem é acinzentada, variando do claro para o escuro (Figura 9), com duas faixas brancas (contínuas nas fêmeas) que, partindo da orelha e passando próximo aos olhos, vão terminar ao lado da boca. A ponta do focinho e as bordas da orelha também são brancas, assim como a parte distal dos membros, sendo que, na fase interna esta mancha continua até a inserção com o tronco. Apresenta um triângulo branco na inserção da cauda. As orelhas são pequenas ou médias, levantadas e dirigidas para frente. A pele é solta, flexível, macia, clara e acinzentada, e as mucosas, escuras. Existem algumas linhagens que apresentam coloração creme onde normalmente seriam brancas, como as listras da face e membros (RIBEIRO,1997).

Defeitos que são considerados permissíveis:
·        Perfil retilíneo
·        Orelhas na horizontal;
·        Ausência de chifres;
·        Linha dorso lombar com ligeira depressão;
·        Cascos escuros;
·        Pelagem com manchas brancas de até 2,5 cm.

Defeitos que são considerados desclassificatórios:
·        Perfil côncavo ou convexo;
·        Orelhas grandes, pendentes, mal implantadas ou dobradas;
·        Peito excessivamente estreito, interferindo nos aprumos;
·        Linha dorso lombar selada;
Garupa curta, estreita e muito inclinada.
NOTA DO BLOG: Cresce o interesse do produtor de cabras da região central do estado-RN, pela criação da cabra toggenbur. No município de Angicos, destaca-se o senhor João Batista Catunda, com um criatório de Toggenburg, na BR 304 entre Angicos e Açú. No município de Lajes do Cabugi, o pecuarista conhecido como Zuzú, iniciou um criatório de cabras leiteiras toggenburg, com resultados bastante satisfatórios. Quem tiver interessado favor se comunicar com o blog nossaterra.

Vaca brasileira bate recorde mundial de leite em Uberaba


Depois de 32 anos como detentora do recorde mundial de produção leiteira em um dia, a vaca cubana Ubre Blanca acaba de perder o posto para a brasileira Indiana Canvas 2R. O novo recorde foi registrado durante a Megaleite 2014, principal feira do setor leiteiro do Brasil que foi encerrada no domingo último, em Uberaba (MG).
Indiana produziu 115,020 kg/leite em um único dia, superando em 4,12 kg a produção registrada em 1982 pela cubana. Ela é uma vaca Girolando (3/4 de sangue) pertencente ao expositor Delcio Tannus Filho, da cidade de Uberlândia (MG). Nos três dias do Torneio Leiteiro da Megaleite, produziu 325,290 kg/leite.

Angicos, RN: Em parceria com Secretaria de Agricultura, IDIARN realiza treinamento para emissão da GTA.

Na manhã desta quarta-feira (23), o Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (IDIARN), firmou parceira com a Prefeitura de Angicos, e através da Secretária de Agricultura e Pecuária, efetuou treinamento para emissão de guia de Transito Animal.

Com o objetivo de treinar os profissionais responsáveis pela emissão da Guia nos municípios circunvizinhos na região Central do RN. O treinamento foi realizado no Tele-centro do Poder Legislativo, e contou com a participação de representantes de 9 cidades.

Guia de Trânsito Animal - O documento evita penalidades previstas na lei como multa e interdição da propriedade. A GTA é um documento federal, de emissão obrigatória em todo território nacional, que trata do transporte de animais vivos.


Os chineses vão comprar carne bovina produzida no Brasil

A decisão foi anunciado pela delegação da China, ao participar da reunião entre os governos está semana que passou, aqui no Brasil. As autoridades chinesas anunciaram o fim do embargo entre os dois países, que estavam interrompidas há dois anos. Com isso o mercado chinês está de volta à agenda de exportações da carne bovina brasileira. As negociações são importantes porque reabrem um mercado com previsão de crescimento e que quando foi interrompido, em 2012, já representava negócios que giravam em torno de US$ 37,7 milhões.

Para o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller, a reabertura deste importante mercado fortalece ainda mais a posição do Brasil como um dos principais fornecedores mundiais de carne bovina. "É um reconhecimento à qualidade da nossa produção e robustez do nosso sistema de vigilância sanitária animal", declarou.

Além da carne bovina, outros acordos também foram fechados entre os dois países. O embargo da carne bovina brasileira pela China aconteceu após notificação do caso de Encefalopatia espongiforme bovina, a conhecida Doença da Vaca Louca – BSE - no estado do Paraná em dezembro de 2012.


Grande leilão de caprinos e ovinos na Paraíba
O leilão vai disponibilizar 65 animais distribuídos em 55 lotes, entre reprodutores e matrizes de caprinos das raças Savana, Alpina, Boer, e Anglo Nubiana, e ovinos das raças Dorper e Damara. A promoção do leilão é da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba – Emepa. O Leilão de Caprinos e Ovinos de 2014, será realizado na Estação Experimental de Pendência, no município de Soledade, no próximo dia 26 de julho, a partir das 10 horas.
De acordo com o edital, o pagamento dos animais que serão leiloados poderá ser feito à vista, com desconto de 3% sobre o valor total arrematado; ou a prazo, dividido em 3 parcelas iguais, sendo a primeira mensalidade paga pelo comprador no ato do arremate e as outras duas parcelas restantes, com vencimento para 26/08/2014 e 26/09/2014. Serão repassados ao leiloeiro 5% do valor arrematado.
Quem quiser participar do leilão poderá ter acesso a Estação Experimental de Pendência viajando para o município de Soledade, a cerca de 24km, ou pelo município de Gurjão, a aproximadamente 8km. Maiores informações também podem ser obtidas por meio dos telefones: (83) 3198-0650/3198-0664/8700-4615 ou pelos e-mails: emepa@emepa.org.br.

Até Que em Fim a Bendita Portaria

Autorizada a venda de milhos para produtos da área da Sudene
A Portaria Interministerial n° 710 que estabelece parâmetros para a liberação de milho em grãos dos estoques públicos na forma de venda direta, a ser operacionalizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), foi publicada ontem no Diário Oficial da União. As operações vão atender os municípios localizados na área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste - Sudene.

Serão beneficiados criadores de pequeno porte de aves, suínos, bovinos, caprinos e ovinos, situados e com atividade nos municípios atingidos pela seca. A quantidade disponibilizada para o programa é de 180 mil toneladas, sendo 30 mil toneladas/mês. O limite de aquisição por beneficiário/mês é de 3 mil quilos e o preço de venda é R$ 23,10 por saca de 60 kg.

As características do beneficiário para participar do programa serão avaliadas por meio de informações prestadas ao Sistema de Cadastro Técnico/Programa de Vendas em Balcão da Conab. Esta Portaria Interministerial terá vigência até 31 de dezembro deste ano.
da redação do Nordeste Rural

quinta-feira, 17 de julho de 2014

China suspende embargo à carne do Brasil, diz ministro


A China suspendeu o embargo à carne bovina do Brasil, uma medida que foi estabelecida em 2012 após um caso atípico de doença de vaca louca no Paraná, disse nesta quinta-feira o ministro da Agricultura brasileiro, Neri Geller.
"Está suspenso o embargo, o Brasil pode exportar para a China sem nenhum problema", disse o ministro, comentando medida tomada durante visita do presidente chinês ao Brasil.
A China nunca foi um grande comprador de carne bovina do Brasil, mas apresenta grande potencial considerando a demanda de Hong Kong, atualmente a maior compradora do produto brasileiro.
O Brasil vem exportando grandes volumes para Hong Kong, dos quais grande parte é redirecionada para a China, onde o consumo de proteína animal vem aumentando em função de uma mudança nos padrões de consumo, disse o analista da Scot Consultoria Alex Silva.
"Podemos ter aí uma oportunidade, porque tem um diferencial de preço... Hong Kong compra por um valor mas repassa a preço diferente", disse o analista da Scot.
O diretor da Informa Economics FNP, José Vicente Ferraz, ponderou que a medida não terá resultados imediatos, uma vez que será preciso restabelecer canais de negociação.
"Teremos crescimento gradual com volumes crescentes de exportação ano a ano... porque este mercado vai crescer. O Brasil tem tudo para ficar com uma das maiores parcelas desse mercado", disse Ferraz.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Pronatec Agro disponibiliza 10 mil vagas para cursos
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, por meio do Pronatec Agro implementado pela Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC), está disponibilizando 10 mil vagas voltadas para agricultores e famíliares, especialmente, jovens da área rural, além de trabalhadores rurais, técnicos do setor agropecuário recém-formados, estudantes de escolas técnicas e de ensino médio.

O Programa vai oferecer cursos gratuitos nas escolas públicas federais, estaduais e municipais e ainda nas unidades de ensino do Senai, Senac, Senar e Senat e em instituições privadas de ensino superior e de educação profissional técnica de nível médio. Os interessados podem obter outras informações sobre turmas, datas, locais e inscrições por meio do email depros.gab@agricultura.gov.br ou no telefone (61) 3218-2433.

As principais áreas de abrangência dos cursos serão produção animal no semiárido, bovinocultura de leite, bovinocultura de corte, fruticultura, horticultura, integração lavoura-pecuária-floresta (iLPF) e agricultura orgânica. A carga horária será de 240 horas e as aulas devem começar ainda no segundo semestre deste ano.